[Livro] O sonho da casa no campo: jornalismo e imaginário de leitores urbanos

 

 

 

 

RESUMO: Pode o estudo da relação de leitores urbanos com uma revista jornalística especializada em atividades agrícolas ajudar a compreender o fenômeno, aparentemente comum, do sonho de se ter uma casa no campo? Este livro parte da pesquisa feita com leitores da revista Globo Rural que residem na cidade de São Paulo e não possuem nenhum tipo de propriedade no meio rural. Elaborada como tese de doutorado, a investigação trata da dimensão simbólico-mítica e imaginária na narrativa cultural midiática

Autora:Gislene Silva  

EDITORA INSULAR.

Anúncios

[Livro] TV Digital.Br – Conceitos e Estudos sobre o ISDB-Tb

 

 

 

RESUMO: A TV digital brasileira é uma realidade irrecusável. Como as demais tecnologias de ponta, chega estimulando a todos que a experimentam, captando o cerne da imaginação e os olhos dos consumidores nas vitrines . Pelas gigantescas qualidades estéticas e possibilidades de incremento na comunicação, seja entre seres humanos e entre estes e as máquinas, este extraordinário recurso tecnológico chama fugazmente a atenção da população, inflamando sedutoramente todos para sua adoção e mergulho inebriante em seus inéditos recursos interativos. A TV digital se materializa em dispositivos multiformatos, em incontáveis configurações de tela, em qualquer lugar, o yempo todo. Quem poderia imaginar que um dia se viabilizaria tal avanço tecnológico na comunicação? É o qur esta obra tenta revelar, animando seus leitores a um mergulho no desvendamento das características da interatividade da imagem digital e dos sistemas sonoros multicanais.

Autores: S. Squirra e Valdecir Becker
 
EDITORA ATELIÊ EDITORIAL

 

[Livro] Jornalismo on-line: modos de fazer

O livro é uma compilação de nove textos que abordam os impactos da internet na prática jornalística. Ele é voltado para professores universitários, profissionais das redações e estudantes de jornalismo.
“No primeiro bloco, discute-se o binômio formação versus mercado de trabalho. No meu texto, apresento os atributos do jornalismo on-line e como os jornalistas devem conciliar as exigências de diferentes tipos de mídia”, conta Carla Rodrigues, organizadora da obra.
Já a segunda parte trata do conteúdo publicado online. O texto de Leonel Aguiar, por exemplo, levanta as seguintes questões: a internet mudará a estrutura da notícia? Estará o lide com seus dias contados?
O último artigo, do jornalista Pedro Doria, encerra a obra com especulações acerca do futuro do jornal impresso, que muitos acreditam estar chegando ao seu fim.

[Livro] Ser jornalista – A língua como barbárie e a notícia como mercadoria

Ser jornalista – A língua como barbárie e a notícia como mercadoria

 

 

 

 

 

 

 

 

O profissional de jornalismo precisa ter diploma universitário? Essa é uma pergunta em constante discussão. Em junho deste ano ela foi respondida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que derrubou a obrigatoriedade do documento. A decisão gerou revolta entre estudantes e profissionais da área, mas mesmo assim, a cada ano, jovens lotam as salas de universidades públicas e privadas em busca de um ideal: a formação em jornalismo. O livro apresenta um estudo sobre a essência de ser um “profissional” da informação e, a partir dessa temática, faz alguns questionamentos: Seria a informação uma coisa séria demais para ser confiada a jornalistas? Até que ponto os clichês se antepõem aos fatos, noticia-se sobre o que não ocorreu, busca-se a conformidade? Quem forma esses profissionais?

Autor: Ciro Marcondes Filho

EDITORA PAULUS

[Livro] O dicionário da Comunicação

O Dicionário da Comunicação

 

 

 

 

 

 

 

O crescimento da área de comunicação no país, especialmente a partir da década de 70 do século passado, desencadeou conteúdos e definições muitas vezes impróprios, que se tornaram clichês ainda operantes no cotidiano acadêmico. Organizado por Ciro Marcondes Filho e com a colaboração de 60 especialistas brasileiros, o livro busca ratificar a função reguladora e ordenadora de um dicionário, com propostas que tem por objetivo revisar expressões indevidas que norteiam essa ciência. O dicionário é composto de verbetes de conceitos da comunicação, que apresentam, além das etimologias e das aplicações em outras áreas, a referência de temas próximos, opostos e correlacionados. A obra dispõe também de verbetes de pensadores que incluem o nome da obra relacionada e o ano de sua publicação para eventuais consultas específicas.

Autor: Ciro Marcondes Filho

EDITORA PAULUS

[Livro] Objetividade revisitada

Jornalismo, Conhecimento e Objetividade: além do espelho e das construções

Sem título2 

RESUMO: Fruto de uma tese de doutorado defendida em 2008 na Universidade de Leipzig, na Alemanha, o livro revisa a bibliografia internacional sobre a questão da objetividade jornalística e propõe uma visão inovadora, que soluciona velhos impasses teóricos sobre a questão.

Autora: Liriam Sponholz
Editor: Eduardo Meditsch
EDITORA INSULAR

[Livro] Margens da Comunicação

Margens da Comunicação: discurso e mídias

RESUMO: Este livro parte da hipótese de que o domínio discursivo, entendido como articulador das relações simbólicas e, por isso, o lugar em que se fazem e desfazem os laços sociais, é o campo privilegiado para estudar comunicação. O desenvolvimento do trabalho apresenta os modos pelos quais a própria conceituação de discurso foi se firmando nos vários campos do saber em que vem a ser um conceito fundamental, como na filosofia e na teoria lingüística, o sujeito gramatical; no domínio da filosofia, o sujeito ontológico; no campo da psicanálise, como sujeito do inconsciente, relacionam o humano e a linguagem conforme uma alteração radical, exigindo a reordenação do instituído anteriormente. Abre-se, assim, uma brecha para o reposicionamento da comunicação e, conseqüentemente, do estudo das mídias.

Autora: Rosana de Lima Soares

EDITORA Annablume/Fapesp